Nas últimas....



Galera

Não é fácil escrever aqui hoje. Tenho que confessar que chega uma hora na vida de um homem que ele tem que decidir: ou vai ou racha!

Tudo começou em meados de 2008. Começou como brincadeira, lembro até hoje do dia em que eu entrei naquele prédio junto com meu amigo cor de rosa e estava lá uma louca brigando com o porteiro, revoltadíssima pelo tratamento nordestinístico (curto e grosso) com o qual ele lhe tratava. Tinha um pouco de bahianês nele, pois ele era meio preguiçoso nas suas ações. Quando entramos no elevador, os três, descobrimos que estávamos indo pro mesmo lugar.

Pensei comigo mesmo "é esse tipo de gente louca que iremos ter como colegas?" Mal sabia que isso era só o começo, o mais louco de todos foi o que nos ensinou e colocou nessa jornada humorística standátipca. Agradeço a ele sim, pois foi ele que nos apresentou o que viria a ser uma grande descoberta nas nossas vidas: - a vontade e alegria em fazer os outros rirem. Não que eu já não gostasse de contar umas piadas sem graça para os amigos!

Depois da oficina, mais uma vez a loucura de nossos amigos, (acho que se não fosse a cara de pau deles não estaríamos onde chegamos hoje) fez com que arrumássemos um local para apresentar, despretensiosamente os textos que criamos na oficina. Canapé, cujo dono, um Christian chamado de Alemão, abriu suas portas sem ao menos ter noção do que era aquela loucura toda.

Chamamos todos os amigos para a estréia. Compareceram todos. E ai fudeu, deu um cagasso na hora... Imagina o que meus amigos vão achar daquilo: pior que minhas piadas sem graça e gracinhas sem graça não seria, isso me tranquilizou. Digo a vocês: Nunca me imaginei falando pra tanta gente e tendo tantos ouvintes atentos ou diferentes hecklers como o João (nosso puxador de palmas oficial) por exemplo.

Foi uma aventura e tanto. Passaram-se dois anos, entre viagens e apresentações, fui levando uma vida dupla trabalhando e standapiando. Todos nós na verdade. Nunca poderia imaginar que aquilo fosse virar uma profissão, que fosse levar a sério uma coisa tão pouco séria como o humor. Todos as poucos foram fazendo a escolha, um a um foram buscando o humor como profissão.

Volto então ao ponto do início desse texto, que não gostaria que soasse como despedida: Ou vai ou racha!

Pouco contente com a escolha acabei fazendo os dois:

-Fui!
Fui buscar a profissão na qual me formei;

-Rachei!
Rachei os bico durante um bom tempo, compartilhando dessa alegria com meus amigos da comédia.

Hoje, me despeço de 2 anos consecutivos de noites de terça no Canapé. Foi muito bom enquanto durou. Vou sentir falta de alegrar as pessoas, minha terça feira estará um pouco vazia a partir de amanhã. Mas acho que estou tomando o rumo certo.

Quando meus amigos fizeram a escolha pela comédia, entraram de cabeça nisso! Sei tudo que vocês passaram e ainda passam. As incertezas e inseguranças, os anseios e buscas, e torço para que dê muito certo! Pois vocês tem talento pra isso, basta querer e ter paciência e perseverança que um dia vocês chegam lá! (E não é do Paulão que tô falando não...hahahaha....esse sempre chega lá com o ajuda do membro superior direito do nosso amigo rosa).

Agradeço a todos os amigos que fiz durante esse convivio, Manuela nossa super designer, Trem mineiro nossos grandes produtores (Carmona e Ignus). E o pessoal do Queijo comédia e Cachaça.

Agradeço ao Queijo, pelas amizades e pelo qual pude conhecer grandes artistas pessoalmente: Geraldo Magela (o ceguinho), Kakinho Big Dog, Carlos nunes, Rafinha Bastos, Danilo Gentili, Marco Luque, Marcelo Mansfield, Bruno Motta, Eduardo Jerico, Fernando Caruso, Paulo Carvalho, Leo Lins, Henrique Fedorowicz, Marcos Castro, e vários outros que não vou conseguir lembrar os nomes agora...

Sei que para duas coisas a minha curta carreira amadora de comediante stand up me serviu: Conhecer o grande amor da minha vida, Aline! E ter muita história pra contar para os meus filhos!

Sucesso pra todos vocês meus grandes amigos!

Bruno Berg

Edgar Quintanilha

Gabriel Freitas

Paloma Santos

Ps. Esse censurado da foto não é ninguém que não poderia aparecer, é apenas o grande amigo Eduardo Jericó.
Censurei-o pois queria uma foto somente do pessoal grupo, mas não tinha! hehe

Ass.

Arthur Ottoni - 22 - Two Two

Um comentário:

Nime disse...

É... e eu que me diverti tanto nesse stand up... e continuarei me divertindo!!! pq TOOODAAAS as terças continua no Canapé! hehehe

Amor, sua jornada standapieira foi incrivel!! Sua evolução de pá-tras para pá-frente então... Abbbsssuuurda!!! Tenho muito orgulho de você e mais ainda da força que teve ao tomar essa decisão!

Sua apresentação ontem foi maravilhosa, nunca me diverti tanto!!!!!!!!!!

AMO VOCE!! E suas piadinhas sem graça! hehehe

N tem jeito né? Onde que eu te achei?? Arghh.. numa apresentação de stand up!!! hahaha